Última hora

Última hora

Missão na Síria "não será nem fácil nem curta" para Londres

O Reino Unido afirma ter conduzido oito novos ataques contra posições do grupo Estado Islâmico na Síria, na sexta-feira e no sábado. As ações, que

Em leitura:

Missão na Síria "não será nem fácil nem curta" para Londres

Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido afirma ter conduzido oito novos ataques contra posições do grupo Estado Islâmico na Síria, na sexta-feira e no sábado.

As ações, que voltaram a visar os campos petrolíferos do grupo armado, no leste da Síria, ocorrem depois do parlamento ter aprovado, na quarta-feira, a intervenção da força aérea britânica ao lado da coligação militar internacional.

Os aparelhos, dois caças Tornado, dois Typhoons e dois Reapers não tripulados, descolaram da base de Akrotiri na ilha de Chipre.

Uma missão que não será curta nem simples, segundo o ministro da Defesa britânico, Michael Fallon, de visita à base aérea em Chipre.

“O petróleo é o combustível do terrorismo e a principal fonte de financiamento do grupo Estado Islâmico”, lembrou Fallon.

O Reino Unido reforçou a frota aérea na base militar depois de ter estendido as operações na região, do Iraque à Síria.

Os caças, armados com mísseis de precisão Paveway IV, efetuaram igualmente missões de reconhecimento para detetar novos alvos no leste do país.