Última hora

Última hora

Cresce a tensão entre Iraque e Turquia

As autoridades iraquianas apelaram ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, através de carta, que a Turquia retire, imediatamente, as suas tropas

Em leitura:

Cresce a tensão entre Iraque e Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades iraquianas apelaram ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, através de carta, que a Turquia retire, imediatamente, as suas tropas do norte do Iraque, afirmando que a incursão militar turca no país significa uma violação do direito internacional. Os dois países têm concretizado, juntos, treino militar no norte do país com o acordo do governo iraquiano o que, desta vez, não terá acontecido:

“O envio de forças armadas turcas, sem a permissão do governo iraquiano, não é considerado ajuda contra o terrorismo, mas uma violação flagrante da soberania Iraquiana. Não há quaisquer outras forças militares, de qualquer outro país, exceto turcas, em terreno iraquiano”, adiantou o Primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi.

Do lado turco a reação veio do chefe de Estado. Erdogan afirmou que se o Iraque não consegue agir a Turquia não ficará de braços cruzados:

“Vamos esperar por um convite do governo iraquiano num ataque contra o nosso país? Não podemos dar-nos a esse luxo. Se o governo iraquiano não é capaz de tomar as medidas necessárias, para evitar ataques terroristas, conduzidos, talvez a partir de lá, contra o nosso país, vamos tomar medidas nós próprios”, afirmou o Presidente turco.

A Turquia tem tropas estacionadas perto de Mossul, desde o ano passado, como parte da missão de treino para ajudar a combater o grupo Estado Islâmico. Mas a chegada de tropas adicionais, na semana passada, não foi bem vista por Bagdade. Ainda assim Ancara já fez saber que não tem intenção de retirar as tropas.