Última hora

Última hora

Sauditas e Houtis trocam acusações sobre violações da trégua no Iémen

A coligação militar saudita ameaça pôr fim à trégua de sete dias iniciada na terça-feira no Iémen, quando acusa os rebeldes Houtis de violarem o

Em leitura:

Sauditas e Houtis trocam acusações sobre violações da trégua no Iémen

Tamanho do texto Aa Aa

A coligação militar saudita ameaça pôr fim à trégua de sete dias iniciada na terça-feira no Iémen, quando acusa os rebeldes Houtis de violarem o cessar-fogo no terreno.

Segundo os militares sauditas, aliados do presidente Abdo Hadi, os rebeldes teriam violado a trégua cerca de 150 vezes nas últimas horas.

Do lado da milícia xiita, apoiada pelo Irão, os Houtis acusam igualmente os militares de terem realizado vários bombardeamentos, esta quarta-feira, na localidade fronteiriça de Taiz.

Segundo fontes no terreno, mais de 42 pessoas teriam morrido na sequência dos confrontos.

Um combatentes das forças fiéis ao presidente afirma:

“Foram os Houtis que rejeitaram as resoluções da ONU e atacaram áreas residenciais e zonas civis, nós só estamos a defender-nos”.

A terceira trégua desde o início do conflito arrisca-se a ser interrompida, como as duas anteriores, quando prosseguem as discussões de paz, entre os dois campos, em Genebra.

Segundo algumas fontes, apesar da situação no terreno, os negociadores terão iniciado uma troca de prisioneiros no sul do país