Última hora

Última hora

Autoridades italianas param abate de oliveiras

As autoridades italianas pararam o abate de oliveiras que estariam, ou não, infetadas pela bactéria Xylella fastidiosa, responsável por uma praga que

Em leitura:

Autoridades italianas param abate de oliveiras

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades italianas pararam o abate de oliveiras que estariam, ou não, infetadas pela bactéria Xylella fastidiosa, responsável por uma praga que afetou a região de Apúlia, falava-se em mais de meio milhão de oliveiras contaminadas.

Procuradores do sul de Itália interpuseram ações judiciais contra quem ordenou o abate das árvores e conseguiram travar o processo.

Os olivicultores do segundo maior produtor de azeite do mundo tinham já começado a contestação judicial dos argumentos invocados por investigadores e apoiados pelas autoridades, incluindo a União Europeia, de que a única possibilidade de resolver a questão era o abate das árvores doentes e das saudáveis à sua volta.

Defendem que não há nenhuma prova formal da ligação entre a bactéria e o facto de as folhas estarem a secar em milhares de árvores e exigem que se realizem mais investigações.

Um apela da WWF a que não se abatessem árvores saudáveis

A doença, originária da América, e para a qual não há cura, transmite-se principalmente através de plantas contaminadas mas também por insetos.