Última hora

Última hora

"Que a fé esteja convosco"

Em plena loucura global com o sétimo episódio da saga Guerra das Estrelas (Star Wars), dois pastores em formação, da igreja Zion, organizaram no bairro de Mitte, em Berlim, uma missa inspirada no universo e nos personagens imortalizados no grande ecrã por George Lucas e agora por J.J. Abrams.

Em leitura:

"Que a fé esteja convosco"

Tamanho do texto Aa Aa

Em plena loucura global com o sétimo episódio da saga Guerra das Estrelas (Star Wars), dois pastores em formação, da igreja Zion organizaram no bairro de Mitte, em Berlim, uma missa inspirada no universo e nos personagens imortalizados no grande ecrã por George Lucas e agora por J.J. Abrams.

  • Igreja Zion

    Berlim

  • Igreja Zion

    Berlim

    <
  • Igreja Zion

    Berlim

  • Igreja Zion

    Berlim

    <
  • Igreja Zion

    Berlim

  • Igreja Zion

    Berlim

    <


Ulricke Garve, um dos pastores na origem da iniciativa, refere que “quando mais se falava dos filmes (da saga), mais eram visíveis as semelhanças com tradições cristãs. São essas semelhanças que explicamos aqueles que vem assistir aos serviços religiosos”.

A missa do passado domingo teve lotação esgotada, ao contrário do que acontece em muitos outros locais de culto na Alemanha, onde a frequência não pára de diminuir.

Mas há quem ainda vá mais longe no culto da Guerra das Estrelas. No Texas, existe mesmo uma igreja que reivindica o uso da ‘força’, chama-se O templo da ordem de Jedi e que tem grupos afiliados ao “Jediaísmo”.




No Reino Unido, no recenseamento de 2001, mais de 390.000 pessoas declararam que a sua religião era ‘Jedi’ , apesar de muitos terem reconhecido tratar-se de uma “brincadeira”.

Em França, em nome da laicidade, a associação ‘Les Profanes’ lançou uma petição na internet a pedir financiamento público para a construção de um templo Jedi no departamento de Moselle. As assinaturas são até agora poucas apesar de terem sido organizadas procissões para angariar apoio para a “causa”.



Por detrás da iniciativa está uma tentativa de denunciar a concordata que ainda está em vigor na região Alsácia-Mosele. De facto, nestas áreas do leste de França não há separação entre o Estado e a Igreja. Em 1905, quando foi adotada a lei que estabelece a laicidade do Estado francês, estas regiões eram alemãs e a situação não foi revertida quando as terras que viram nascer a cantora Patricia Kaas ou ainda o piloto Sebastien Loeb regressaram à esfera francesa. Serão os “Jedi” a conseguir resolver esta questão? Que a fé esteja com eles.