Última hora

Última hora

Campanha húngara "aumenta xenofobia contra os migrantes"

A Hungria deve parar de fomentar o medo, a intolerância e a xenofobia contra os migrantes, diz a agência da ONU para os refugiados. O Alto

Em leitura:

Campanha húngara "aumenta xenofobia contra os migrantes"

Tamanho do texto Aa Aa

A Hungria deve parar de fomentar o medo, a intolerância e a xenofobia contra os migrantes, diz a agência da ONU para os refugiados.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) visou Budapeste, numa declaração conjunta com duas outras organizações internacionais, sobre uma campanha governamental recente.

A iniciativa, lançada este mês e que abrange o período do Natal e o Ano Novo, dá dos que fogem da guerra e do conflito uma imagem de “criminosos, invasores e terroristas”, diz a ACNUR.

O ministro húngaro dos Negócios Estrangeiros, Péter Szijjártó, rejeitou o criticismo, assegurando que Budapeste diz apenas a verdade e que oferece proteção àqueles que realmente precisam.

A Hungria tem estado na linha da frente da crise de migrantes da Europa, que assistiu à chegada de mais de um milhão de pessoas nesta condição este ano.

A maior parte dos migrantes chega pela Grécia e segue para outras zonas da Europa, tal como a Alemanha, através da Hungria.

Números da Eurostat indicam que a Hungria teve um aumento de mais de 230% de pedidos de asilo no último período de 2015.