Última hora

Última hora

Espanha: Ciudadanos propõe acordo com PP e PSOE

No rescaldo das eleições em Espanha, o líder do Ciudadanos, Albert Rivera,propôs um “acordo a três” com o Partido Popular, de Mariano Rajoy –

Em leitura:

Espanha: Ciudadanos propõe acordo com PP e PSOE

Tamanho do texto Aa Aa

No rescaldo das eleições em Espanha, o líder do Ciudadanos, Albert Rivera,propôs um “acordo a três” com o Partido Popular, de Mariano Rajoy – vencedor do escrutínio, sem maioria absoluta – e com os socialistas de Pedro Sánchez, a segunda força política com mais votos.

Albert Rivera apresentou esta quarta-feira uma alternativa em nome da estabilidade económica e para garantir a união de Espanha: “Consideramos que é o momento de selar um acordo para que se saiba que em Espanha, seja qual for o Governo, seja qual for a maioria parlamentar, aconteça o que acontecer nos próximos anos, vamos selar um acordo entre o Partido Socialista, um partido democrata liberal e um partido conservador, para que esse arco amplo que representa a imensa maioria do povo espanhol possa garantir que a união dos espanhóis não está em risco.”

Rivera clarificou que o que pretende é um acordo de mínimos que permita arrancar a legislatura e evitar novas eleições.

Também esta quarta-feira, o líder dos socialistas, disse que a formação está a explorar “todas as opções” para que o país conte com um Governo de mudança, sem convocar novas eleições. Pedro Sánchez comunicou também a Mariano Rajoy a decisão de não apoiar a investidura do presidente do Governo: “A repetição das eleições é a última opção e o Partido Socialista irá explorar todas as possibilidades para que haja um Governo de mudança, para que haja diálogo e um Governo que dê estabilidade ao país.”

A proposta do líder do Ciudadanos não inclui o Podemos, terceira força política. Albert Rivera considera que a formação se autoexcluiu das negociações por defender um referendo na Catalunha.

A fragmentação resultante do escrutínio de domingo torna necessária a realização de pactos para viabilizar um Governo e uma legislatura.