Última hora

Última hora

'El Niño' deixa coração da América do Sul debaixo de água

Em leitura:

'El Niño' deixa coração da América do Sul debaixo de água

'El Niño' deixa coração da América do Sul debaixo de água
Tamanho do texto Aa Aa

Chuvas torrenciais deixaram uma boa parte da América do Sul inundada neste Natal. No Paraguai, a subida das águas do rio homónimo já fez cerca de 90.000 deslocados, a maioria na capital, Assunção. Alguns cursos de água atingiram a cota mais elevada dos últimos 20 anos. O estado de emergência foi decretado e há a lamentar a morte de pelo menos quatro pessoas, vítimas de quedas de árvores, enquanto circulavam de automóvel. Na região da capital, cerca de 125 mil habitações estão privadas de eletricidade e a população critica a atuação do governo.

O mau tempo está a provocar o caos no coração da América Latina e fez transbordar rios como o Paraguai, Paraná e Uruguai, entre outros.

Na Argentina, mais de 15.000 pessoas tiveram de abandonar as suas casas por causa da fúria das águas, que afeta em especial o nordeste do país. As autoridades afirmam que “são as piores cheias dos últimos 50 anos” na região e atribuem responsabilidade ao fenómeno climático ‘El Niño’, que está particularmente ativo neste final de ano.

No Uruguai, o estado de emergência foi decretado em três departamentos do norte do país e há já perto de 5.500 deslocados.