Última hora

Última hora

Mensagem de Natal de rei Filipe VI de Espanha esbarra nas críticas de independentistas

Em leitura:

Mensagem de Natal de rei Filipe VI de Espanha esbarra nas críticas de independentistas

Mensagem de Natal de rei Filipe VI de Espanha esbarra nas críticas de independentistas
Tamanho do texto Aa Aa

O rei de Espanha pediu estabilidade e união na tradicional mensagem de Natal transmitida pela televisão, mas as reações às palavras de Filipe VI já se fizeram ouvir, numa altura em que o país se depara com um futuro político incerto.

O presidente da Generalitat catalã e principal figura pró-independência da região, Artur Mas, respondeu e disse que o Estado espanhol “quer impor a voz e o voto da maioria sobre os direitos democráticos e nacionais”: “O chefe de Estado apresenta, ainda que seja de forma indireta, a questão da Catalunha como a imposição de uns sobre os outros. Representamos 16% da população e também não há uma posição unânime em relação ao tema da independência nem em relação à construção de um Estado. O que existe é uma vontade de construir um futuro melhor.”

Artur Mas não foi caso único porque também se ouviram críticas por parte de Aitor Esteban, do Partido Nacionalista Basco (PNV): “Consideramos que deveria ter usado o momento mais como uma oportunidade, como mais um repto. Com a mensagem que transmitiu, o rei deu a sensação de que era uma espécie de ameaça apelando a uma espécie de ‘proteção ou catenaccio constitucional’.”

Terceira força política resultante das eleições recentes, o Podemos, que defende um referendo sobre a autodeterminação da Catalunha, alertou o Partido Socialista (PSOE) de que se não compreender a “plurinacionalidade” de Espanha não poderá liderar “um pacto de convivência.”

As negociações para formar Governo prometem ser complexas. O Partido Popular (PP), de Mariano Rajoy, venceu o escrutínio, mas sem maioria absoluta. Da parte do Ciudadanos, quarta força política, já recebeu uma proposta de acordo. Do lado socialista, Pedro Sánchez já fez saber que não apoia a reeleição de Rajoy.