Última hora

Última hora

Costa Rica: O Natal dos refugiados cubanos

Migrantes cubanos em campos na Costa Rica passaram o Natal da melhor maneira possível, seguindo as tradições do seu país.

Em leitura:

Costa Rica: O Natal dos refugiados cubanos

Tamanho do texto Aa Aa

Os migrantes cubanos que se encontram em campos na Costa Rica (América Central), passaram o Natal da melhor maneira possível, seguindo as tradições do seu país.

Quase 4 mil pessoas encontram-se sem solução à vista na fronteira entre a Costa Rica e a Nicarágua, na cidade fronteiriça de Peñas Blancas desde há dois meses, aguardando a resolução de um conflito que lhes permita levar a cabo a sua missão: chegar aos Estados Unidos da América.

No passado mês de novembro, a Nicarágua, um aliado de Cuba, recusou-se a deixar que os migrantes entrassem no seu território.

A Costa Rica concedera vistos de circulação aos migrantes cubanos para que estes pudessem circular livremente pelo território, o que não agradou aos vizinhos centroamericanos.

No passado dia 18 de dezembro, no entanto, depois de mais um falhanço nas negociações entre Estados da região, São José cancelou os vistos e o governo anunciou que os cidadãos cubanos presentes no território seriam simplesmente deportados.