Última hora

Última hora

Ano e meio de prisão efetiva para antigo primeiro-ministro israelita

Ehud Olmert, antigo chefe de governo israelita vai cumprir pena de prisão efetiva por corrupção. O Supremo Tribunal confirmou a decisão da primeira

Em leitura:

Ano e meio de prisão efetiva para antigo primeiro-ministro israelita

Tamanho do texto Aa Aa

Ehud Olmert, antigo chefe de governo israelita vai cumprir pena de prisão efetiva por corrupção.

O Supremo Tribunal confirmou a decisão da primeira instância, mas reduziu a pena inicial de seis anos para 18 meses de prisão.

A justiça deu como provado um suborno na ordem dos 14 mil euros ligado a um projeto de construção imobiliário em Jerusalém – conhecido como “Holyland” – quando era presidente da câmara entre 1993 e 2003.

Olmert já reagiu: “o Tribunal condenou-me por um crime que nada tem a ver com o caso Holyland. Eu disse e repito que não recebi qualquer tipo de oferta ou fui subornado.”

O Supremo Tribunal reduziu a pena inicial após a morte de uma testemunha e o antigo primeiro-ministro (2006-2009) acabou por ser condenado por um crime de suborno menor.

Ehud Olmert de 70 anos começa a cumprir a pena de prisão a partir de 15 de fevereiro.