Última hora

Última hora

El Niño: cheias na América deixam milhares desalojados

Pelo menos 13 pessoas morreram desde o fim de semana no estado do Missouri, nos Estados Unidos, depois de chuvas torrenciais causadas por uma intensa

Em leitura:

El Niño: cheias na América deixam milhares desalojados

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 13 pessoas morreram desde o fim de semana no estado do Missouri, nos Estados Unidos, depois de chuvas torrenciais causadas por uma intensa tempestade de inverno e que provocaram as mais graves cheias dos últimos 20 anos na região, segundo o governador.

O nível dos rios levou a inundações generalizadas e à evacuação de centenas de pessoas, ao encerramento de uma via rodoviária de maior importância e ameaçam causar danos graves nas edificações.

No Paraguai, América do Sul, pelo menos seis pessoas morreram depois das cheias terem deixado desabrigadas dezenas de milhares de pessoas.

As autoridades emitiram um alerta sanitário para a possibilidade de surtos de doenças transmissíveis pelos mosquitos.

Os meios de comunicação locais dizem que medicamentos vão ser distribuídos e que a qualidade da água vai ser controlada como prevenção.

Também na América do Sul, mas no Uruguai,
são pelo menos dois os mortos contabilizados. Milhares de pessoas foram já evacuadas.

As cheias no hemisfério sul começaram nos meses de verão, atingindo também o Brasil e Argentina onde centenas de milhares de pessoas foram desalojadas.

As chuvas intensas são atribuídas ao fenómeno meteorológico El Niño, que acontece quando o Oceano Pacífico aquece junto do Equador.