Última hora

Última hora

Zona de livre comércio entre China e Coreia do Norte quase vazia

A zona de livre comércio de Dandong, na fronteira entre a China e a Coreia do Norte foi criada em outubro, mas continua quase vazia.

Em leitura:

Zona de livre comércio entre China e Coreia do Norte quase vazia

Tamanho do texto Aa Aa

A China e a Coreia do Norte abriram,no passado mês de outubro, uma zona de livre comércio na fronteira que separa os dois países.

Segundo a agência notícias Estatal chinesa Xinhua, a zona de comércio de Guomenwan, situada na cidade de Dandong, noroeste da China foi inaugurada durante uma exposição de turismo realizada na região.

O investimento terá sido superior a 100 milhões de euros, embora não tenham sido avançados mais detalhes sobre o assunto.

A iniciativa é parte de um conjunto de medidas para intensificar a atividade económica entre os dois países, apesar das tensões políticas ocasionais entre Pequim e Pyongyang

Residentes dos dois países poderiam, desde que se encontrem dentro de 20 quilómetros depois das respetivas fronteiras, realizar transações comerciais com reduções em termos de impostos.

Anteriores tentativas por parte de Pequim para criar uma zona de comércio livre na fronteira com a Coreia do Norte fracassaram pela falta de interesse dos investidores.

Muitos temiam o perigo de estabelecer investimentos relacionados com um país sob sanções das Nações Unidas devido ao seu programa nuclear.

A pequena economia da Coreia do Norte vive num estado de isolamento internacional quase total, sendo o país asiático considerado como um dos mais isolados do mundo.

As relações com a China, o único aliado de Pyongyang, por momentos de tensão durante os últimos anos. A crescente aproximação de Pequim à Coreia do Sul, a quarta maior economia asiática tem sido o principal motivo.