Última hora

Última hora

Affluenza: a "doença" dos ricos

O norte-americano Ethan Couch é, atualmente, mais conhecido como “o adolescente com “affluenza.” O termo foi utilizado pela defesa para justificar o

Em leitura:

Affluenza: a "doença" dos ricos

Tamanho do texto Aa Aa

O norte-americano Ethan Couch é, atualmente, mais conhecido como “o adolescente com “affluenza.” O termo foi utilizado pela defesa para justificar o comportamento do menor envolvido num acidente de viação em Burleson, no Texas, em 2013 e que provocou quatro mortos e dois feridos graves.

O jovem, na altura, com 16 anos de idade conduzia sob o feito do álcool com uma taxa de alcoolemia três vezes superior ao permitido por lei. Os advogados apresentaram, no entanto, um outro argumento: o “síndrome de affluenza.” Por outras palavras, uma condição a que o adolescente terá estado sujeito durante a sua vida, desde logo, o excesso de dinheiro e de mimos que o impediram de ser responsável.

A Associação Americana de Psicologia não reconhece a “doença.” Certo, é que o jovem acabou por ser condenado a dez anos de prisão com pena suspensa e obrigado a apresentar-se periodicamente às autoridades. Em novembro, Couch terá fugido dos Estados Unidos depois de dar uma festa de despedida que ficou registada em vídeo.

No início deste mês, as autoridades norte-americanas emitiram um mandato captura contra o texano que acabou por ser detido no México, país para onde partiu juntamente com a mãe.

A mãe, Tonya Couch, já chegou aos Estados Unidos

A extradição do filho foi adiada

Quando chegar aos Estados Unidos Cough vai ser presente a um Tribunal de Menores. O cumprimento de pena efetiva não está excluído já que o texano tem agora 18 anos. A mãe, também, pode vir a ser condenada a uma pena entre os dois e os dez anos de prisão por ter ajudado o filho a fugir.