Última hora

Última hora

Turquia: Habitantes de Cizre conseguem escapar do fogo cruzado

Dois polícias, um soldado e doze ativistas do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) foram mortos no sudeste da Turquia, no espaço de 48 horas

Em leitura:

Turquia: Habitantes de Cizre conseguem escapar do fogo cruzado

Tamanho do texto Aa Aa

Dois polícias, um soldado e doze ativistas do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) foram mortos no sudeste da Turquia, no espaço de 48 horas. Os militares turcos mantêm as operações de repressão sobre os militantes curdos que respondem na mesma moeda.

Os habitantes da cidade de Cizre puderam, esta sexta-feira, abandonar as suas casas após várias semanas debaixo de fogo cruzado em área urbana.

Cizre está sob recolher obrigatório desde meados de dezembro 2015, quando forças de segurança turcas lançaram uma operação em grande escala na esperança de eliminar os militantes ligados ao PKK.

Dezenas de milhares de civis ficaram reféns desta batalha.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse na sua mensagem de Ano Novo, que as forças de segurança turcas mataram 3.100 opositores curdos em 2015.