Última hora

Última hora

China penaliza bolsas europeias

Dados pouco animadores vindos da China penalizam as bolsas europeias no primeiro dia de abertura do ano.

Em leitura:

China penaliza bolsas europeias

Tamanho do texto Aa Aa

Os mercados europeus estão em queda, neste primeiro dia de negócios do ano, depois da suspensão das transações na bolsa de Xangai, quando o índice principal do mercado chinês caía 7%.

A China anunciou dados pouco animadores relativos à produção industrial de dezembro, que esteve a caír pelo décimo mês consecutivo e a um ritmo maior que em novembro.

Entre os mercados mais penalizados, destaque para Frankfurt, que a meio da sessão caía mais de 4%.

“O DAX abriu em forte baixa hoje, por causa dos dados negativos da China. Houve uma queda de 7% e uma suspensão das transações, o que se refletiu aqui. Por isso, o índice da bolsa alemã abriu com fortes quedas”, diz o analista Fidel Helmer.

Além dos problemas da China, também o corte de relações entre a Arábia Saudita e o Irão está a penalizar as bolsas. O Eurostoxx 50 perde mais de 3%. Já o PSI 20, da bolsa lisboeta, caía pouco mais de 2% a meio da sessão.

Os mercados asiáticos foram igualmente penalizados pelos problemas na China, com fechos em forte queda nos mercados de Hong Kong e Tóquio.