Última hora

Última hora

Petróleo: Arábia Saudita exporta quatro vezes mais que o Irão

Os preços do barril continuam a descer, apesar da guerra diplomática entre os dois maiores exportadores da OPEP.

Em leitura:

Petróleo: Arábia Saudita exporta quatro vezes mais que o Irão

Tamanho do texto Aa Aa

Na guerra diplomática entre a Arábia Saudita e o Irão, que fez os preços do petróleo recuperar brevemente de mínimos de dez anos, há um claro vencedor, se tivermos em conta apenas a produção petrolífera.

Falamos da Arábia Saudita, que continua a ocupar a maior fatia entre todos os países membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). Ambos os países são membros do cartel.

Quase um terço de toda a exportação da OPEP (31,2%) vem da Arábia Saudita, enquanto a fatia do Irão é de pouco mais de 8%, cerca de um quarto da do Irão.

O Irão espera aumentar a produção de petróleo quando as sanções da comunidade internacional forem levantadas, o que vai ser feito em duas fases. Seis meses depois do levantamento das sanções, a produção iraniana deve ter aumentado em um milhão de barris diários, dos atuais três para quatro milhões de barris. O país é o segundo maior exportador da OPEP.

Apesar da guerra diplomática que arrastou outros Estados do Golfo Pérsico, os preços do barril continuam em queda livre. Não há um risco real de quebra na produção de nenhum país exportador.