This content is not available in your region

Greve dos ferroviários francófonos divide Bélgica ao meio, nos transportes e na política

Access to the comments Comentários
De  Dulce Dias  com AFP, AP, VRT
Greve dos ferroviários francófonos divide Bélgica ao meio, nos transportes e na política

<p>Uma greve dos funcionários ferroviários francófonos está a paralisar metade da Bélgica e a afetar as correspondências internacionais. As ligações ao Thalys e ao Eurostar estão completamente interrompidas desde as 22h00 de terça-feira, quando o movimento de greve teve início.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="fr"><p lang="fr" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/hashtag/gr%C3%A8ve6janvier?src=hash">#grève6janvier</a><br /> 60% des trains circulent dans le nord du pays. Dans le sud aucun trafic de train.<br /> Situation: <a href="https://t.co/Nfk7nbksUU">https://t.co/Nfk7nbksUU</a><br /> <a href="https://twitter.com/hashtag/SNCB?src=hash">#SNCB</a></p>— <span class="caps">SNCB</span> (@SNCB) <a href="https://twitter.com/SNCB/status/684623131902914560">6 Janvier 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Para os passageiros, como Natanong Maikhu, que devia apanhar um comboio para Munique, é o calvário: “Acabaram de me dizer que vão disponibilizar um autocarro para não sei que cidade alemã e, aí posso então apanhar um comboio. Mas isto representa um atraso de cerca de meio-dia. Ou seja, estragaram-me o dia!”</p> <p>Esta greve a duas velocidades tem consequências políticas. Os funcionários francófonos fizeram greve; os colegas flamengos não. </p> <p>Resultado, na região de Bruxelas e na Valónia apenas 15% dos comboios estavam em circulação, esta manhã. Na Flandres, no entanto, o tráfego foi assegurado a 68 por cento.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-partner="tweetdeck"><p lang="fr" dir="ltr">Seuls 15% des trains ont circulé ce matin sur les grands axes wallons. Ils étaient 68% à rouler en Flandre <a href="https://twitter.com/hashtag/SNCB?src=hash">#SNCB</a> <a href="https://t.co/jNENegR5aM">pic.twitter.com/jNENegR5aM</a></p>— <span class="caps">RTL</span> info (@rtlinfo) <a href="https://twitter.com/rtlinfo/status/684706282025168896">January 6, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O partido nacionalista N-Va – defensor da independência da Flandres – já aproveitou para reclamar uma cisão operacional da rede ferroviária belga.</p> <p>A greve prossegue até sexta-feira.</p>