Última hora

Última hora

França: homenagem lembra vítimas no primeiro aniversário do ataque ao Charlie Hebro

A Praça da República, em pleno centro de Paris, foi palco de uma homenagem e vigília para lembrar as 12 vítimas do ataque terrorista contra o jornal

Em leitura:

França: homenagem lembra vítimas no primeiro aniversário do ataque ao Charlie Hebro

Tamanho do texto Aa Aa

A Praça da República, em pleno centro de Paris, foi palco de uma homenagem e vigília para lembrar as 12 vítimas do ataque terrorista contra o jornal satírico francês Charlie Hebdo, há exatamente um ano.

Um primeiro aniversário, assinalado menos de dois meses depois de uma nova série de atentados que fizeram 130 mortos na capital francesa.

O humorista Christophe Alévêque defendeu que “a liberdade conquistada depois de tantas batalhas, não deve ser sacrificada devido à ameaça terrorista em nome da segurança: o estado de emergência, medidas de segurança, revogação da cidadania… É preciso estar atento”.

Uma estudante afirma que “não há razão para o que aconteceu e é importante dizê-lo e continuar a ler o Charlie Hebdo, ir aos concertos no Bataclan, quando reabrir, e ir tomar uma bebida na esplanada de um bar”.

A ameaça terrorista voltou a pairar no aniversário, com o ataque falhado de um homem armado com uma faca e uma falsa cintura de explosivos contra uma esquadra de polícia de Paris, que terminou com a morte do indivíduo, que invocou a ação em nome do grupo extremista Estado Islâmico.