Última hora

Última hora

Bombas usadas em Paris podem ter sido fabricadas na Bélgica

Os investigadores belgas acreditam ter encontrado, num apartamento em Schaerbeek, revistado a 10 de dezembro, vestígios dos explosivos que podem ter

Em leitura:

Bombas usadas em Paris podem ter sido fabricadas na Bélgica

Tamanho do texto Aa Aa

Os investigadores belgas acreditam ter encontrado, num apartamento em Schaerbeek, revistado a 10 de dezembro, vestígios dos explosivos que podem ter sido utilizados para fabricar as bombas usadas nos atentados de 13 de novembro em Paris. Os procuradores que investigam o caso avançaram também, esta sexta-feira, que a polícia encontrou uma impressão digital de Salah Abdelslam, o fugitivo mais procurado do mundo.

O apartamento em causa terá sido alugado com um nome falso usado por alguém que estará já detido por ligação aos ataques em França.

Os novos dados, divulgados pelas autoridades belgas, vêm reforças a ideia de que os atentados, que mataram 130 pessoas, foram planeados, ainda que parcialmente, na Bélgica. Dois dos atacantes viveram em Bruxelas e a polícia belga deteve 10 pessoas com alegadas ligações ao caso.