Última hora

Última hora

Julen Lopetegui despedido pelo FC Porto (OFICIAL)

Julen Lopetegui não resistiu a dois resultados negativos consecutivos na Liga portuguesa (três, se contarmos com a derrota caseira diante do Marítimo

Em leitura:

Julen Lopetegui despedido pelo FC Porto (OFICIAL)

Tamanho do texto Aa Aa

Julen Lopetegui não resistiu a dois resultados negativos consecutivos na Liga portuguesa (três, se contarmos com a derrota caseira diante do Marítimo na Taça da Liga) e já não é treinador do FC Porto. O despedimento foi confirmado de forma oficial, pelo clube, esta sexta-feira de manhã, em comunicado à comissão d Mercado de Valores mobiliários (CMVM) depois de este organismo ter suspendido a negociação das ações da SAD portista face às notícias não esclarecidas da demissão do treinador. Os vicecampeões delegam em Rui Barros a tarefa de assumir interinamente o comando da equipa.

“A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD vem comunicar ao mercado que a sua Administração tomou a decisão de substituir a equipa técnica liderada por Julen Lopetegui. Nesse sentido, o treino desta sexta-feira será orientado por Rui Barros, que assume interinamente a direcção técnica da equipa profissional de futebol”, lê-se no comunicado à CMVM, o qual é concluído com a informação de que “o FC Porto e Julen Lopetegui estão neste momento a negociar os termos da rescisão do contrato.”

[ Comunicado do FC Porto à CMVM sobre o despedimento de Julen Lopetegui ]


Lopetegui abandona o Dragão a meio do contrato de três anos que havia celebrado com o presidente Pinto da Costa no verão de 2014. O espanhol conseguiu um segundo lugar na Liga portuguesa e chegou aos quartos de final da Liga dos Campeões, mas sai sem conseguir qualquer título para os “azul-e-brancos.”

Depois de ter sido afastado da Liga dos Campeões na última jornada da fase de grupos, depois de uma comprometora derrota em casa com o Dinamo de Kiev na penúltima, Lopetegui deixa agora o FC Porto no terceiro lugar do campeonato, com os mesmos pontos 37 pontos do segundo, o Benfica, e a 4 do líder, o Sporting, com quem havia perdido (2-0) no sábado, em Alvalade. O empate caseiro com o Rio Ave desta quarta-feira terá sido a gota de água.

Depois de a notícia ter saído em Espanha no final da tarde de quinta-feira e começar a correr por toda a imprensa portuguesa, o pai de Lopetegui falou ao Maisfutebol e revelou que o treinador “estava muito desgotoso com os jogadores que tinha” e já teria ameaçado o presidente que se demitia caso o clube vendesse mais algum jogador para lá dos 7 titulares que perdeu no final da época passada. “Nestes últimos dias, já não tinha tranquilidade para trabalhar. Os adeptos exigiam o impossível”, lamentou José Antonio Lopetegui.

André Vilas Boas (de saída do Zenit), Jesualdo Ferreira (sem clube), Paulo Bento (sem clube) e Nuno Espírito Santo (sem clube) são os nomes na calha para suceder ao espanhol. O nome de Marco Silva (Olympiacos) também tem sido referido, mas o ex-treinador do Sporting assinou uma cláusula de “não concorrência” válida até final de 2016/17.

Ao abrigo desta clásula, “o treinador compromete-se a não celebrar contrato de trabalho para as funções de treinador ou contrato de outra natureza, com a Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD e Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD, em qualquer data até 30 de junho de 2017”, lê-se num documento revelado em outubro pelo “Football Leaks”. A violação deste pacto obriga o treinador a pagar ao Sporting “o equivalente a quatro vezes o montante da compensação global acordada.”

O despedimento de Lopeteguii foi conhecido no mesmo dia em que o FC Porto foi distinguido como a melhor equipa portuguesa da atualidade pela IFFHS, com 182 pontos, no 32.° lugar da tabela mundial elaborada por este organismo e que é liderada pelo Barcelona. O Sporting é o segundo (45.°, com 169 pontos), o Braga o terceiro (86.°/ 137,5) e o Benfica o quarto (100.°/ 130).