Última hora

Em leitura:

UK: Estudo radical sobre consumo de álcool


Reino Unido

UK: Estudo radical sobre consumo de álcool

O consumo de bebidas alcoólicas parece estar ligado ao aumento de risco de cancro e outras doenças, segundo as autoridades de Saúde britânicas.

Esta sexta-feira, o Reino Unido emitiu as primeiras novas diretrizes em 20 anos sobre a matéria que foram denunciadas pelos críticos como alarmistas. Uma das responsáveis pelo estudo responde. “Cabe ao público tomar as suas decisões sobre o que fazer. Mas eu espero que se protejam. E, na verdade, as pessoas são muito mais experientes e inteligentes sobre a sua saúde. Muitas pessoas vão ter em conta estes novos dados”.

As recomendações vão no sentido de que homem ou mulher não devem beber mais de 14 unidades de álcool por semana, o equivalente a seis ou sete copos de vinho.

O álcool é um dos maiores problemas de saúde da Grã-Bretanha, responsável por 1,2 milhões de doentes em 2012.

Tem sido associado ao aumento do risco de lesões hepáticas, câncro, acidentes vascular cerebral e cardíacos.

“Todos os dias bebo e sempre foi conhecido que o vinho tinto é bom para o sangue e os mediterrânicos consomem-no a cada refeição e foi um pouco chocante saber que não é bom ingerir qualquer tipo de álcool.”

Os dados divulgados foram baseados nos mais recentes estudos científicos e recomendam também que as pessoas devem passar vários dias sem beber durante a semana.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

"Carol" e "Ponte dos Espiões são reis das nomeações BAFTA