Última hora

Última hora

"Flying Scotsman" volta a "voar" nos carris britânicos

A locomotiva a vapor “Flying Scotsman”, um dos ícones do património industrial do Reino Unido, voltou a circular esta sexta-feira numa linha

Em leitura:

"Flying Scotsman" volta a "voar" nos carris britânicos

Tamanho do texto Aa Aa

A locomotiva a vapor “Flying Scotsman”, um dos ícones do património industrial do Reino Unido, voltou a circular esta sexta-feira numa linha ferroviária britânica, depois de 10 anos de restauro.

O primeiro teste foi realizado em Bury, no noroeste de Inglaterra. A “viagem inaugural” está marcada para o próximo mês, entre York e Londres.

Bob Gwynne, do Museu Nacional dos Caminhos de Ferro britânicos, diz que “o símbolo da era do vapor, que tantos conhecem e estimam, está novamente a trabalhar. Para já são testes e ainda há muito para fazer até estar de novo a circular nas linhas principais. Mas, a partir de fevereiro, estará de novo a circular por todo o país”.

A restauração custou 5,6 milhões de euros. Construída em 1923, a “Flying Scotsman” foi a primeira locomotiva a vapor a atingir uma velocidade máxima de 160 quilómetros por hora e a ligar Londres e Edimburgo, na Escócia, de uma tirada