Última hora

Última hora

Alemanha: manifestações contra e a favor de refugiados em Colónia

A polícia anti-motim dispersou um protesto da extrema-direita na cidade alemã de Colónia, convocado pelo movimento anti-Islão Pegida na sequência dos

Em leitura:

Alemanha: manifestações contra e a favor de refugiados em Colónia

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia anti-motim dispersou um protesto da extrema-direita na cidade alemã de Colónia, convocado pelo movimento anti-Islão Pegida na sequência dos casos de agressões contra mulheres registados na noite de Ano Novo, implicando requerentes de asilo.

A decisão de intervir foi tomada depois de vários manifestantes visarem as forças da ordem com petardos e garrafas.

Um pensionista diz-se “abalado com o que aconteceu no Ano Novo, mas também com o que se passa há vários meses no país”. E acrescenta estar “preocupado”, porque tem “a sensação que esta já não é a [sua] Alemanha”.

O protesto convocado pelo Pegida teve como resposta uma contra-manifestação, em defesa dos milhares de refugiados que chegam ao país e para denunciar a “retórica racista” do movimento anti-Islão.

Uma manifestante diz que marcou presença porque “é muito triste o que aconteceu na noite de Ano Novo, mas é ainda mais triste os ‘hooligans’ e neonazis que usam o que aconteceu para servir a sua própria agenda e se apresentam como os defensores dos direitos das mulheres”.

As mobilizações decorreram no mesmo dia em que a chanceler Angela Merkel anunciou um claro endurecimento das regras de expulsão de refugiados que cometam crimes no território alemão.