Última hora

Última hora

França volta a homenagear vítimas de atentados em supermercado judaico

O primeiro-ministro francês, outras figuras políticas e líderes das várias confissões religiosas participaram numa homenagem às vítimas do

Em leitura:

França volta a homenagear vítimas de atentados em supermercado judaico

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro francês, outras figuras políticas e líderes das várias confissões religiosas participaram numa homenagem às vítimas do “jihadista” Amedy Coulibaly, há um ano, no supermercado judaico Hyper Cacher, em Paris. Os tributos às vítimas dos atentados que puseram de luto a França, no início de 2015, começaram na terça-feira, data do aniversário do ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo.

Um membro da União de Estudantes Judeus de França diz esperar que “o governo faça tudo o que pode para lutar contra as ameaças islamitas e terroristas que pesam sobre o país. Os membros da sociedade civil vão conduzir a luta contra a radicalização de jovens franceses que cometem atos como os de há um ano”.

Ontem de manhã, o presidente François Hollande prestou homenagem a Clarissa Jean-Philippe, depositando uma coroa de flores em Montrouge, na periferia da capital francesa, onde a agente da polícia municipal foi abatida por Coulibaly, antes do ataque ao supermercado judaico.