Última hora

Última hora

Bowie: De genial a extraterrestre, as homenagens veem de todos os quadrantes

Homenagens que vão das flores às velas, passando, obviamente, pelas redes sociais

Em leitura:

Bowie: De genial a extraterrestre, as homenagens veem de todos os quadrantes

Tamanho do texto Aa Aa

De Londres a Moscovo, passando por Hollywood, os amadores de música estão de luto e as homenagens a David Bowie surgem de todos os quadrantes e mostram-se em todos os suportes, desde as flores às velas, passando, obviamente, pelas redes sociais.

Point of view

"Forneceu as bandas sonoras das nossas vidas - David Cameron"

No Twitter, outros grandes nomes da música, como os Rolling Stones dizem-se “chocados com a morte de David Bowie, um homem delicado e maravilhoso, um artista extraordinário e um verdadeiro original.”

Paul McCartney, no seu blog, postou uma mensagem de pêsames e uma foto com David Bowie, tirada por Linda McCartney, em 1985.

Madona, por seu lado, refere que o “primeiro concerto que viu na vida foi de David Bowie”, em Detroit. O artista mudou-lhe a vida.

Quem também se diz influenciado por David Bowie é Kanye West. O rapper norte-americano fala de um homem “criativo e sem medos”.

No mundo da política, o primeiro-ministro britânico, David Cameron foi um dos primeiros a reagir nas redes sociais.

Posteriormente, Cameron falou, aos media, de David Bowie e da influência do cantor na sua vida:

“Genial é uma palavra demasiado usada. Mas diria que musicalmente, do ponto de vista da criação, David Bowie foi um génio para as pessoas da minha geração, a quem ele forneceu as bandas sonoras das nossas vidas, desde a primeira vez que ouvi ‘“Space Oddity”:https://www.youtube.com/watch?v=cYMCLz5PQVw&feature=youtu.be’ até ver os nossos atletas nos magníficos jogos olímpicos ao som de ‘Heroes’.

‘Heroes’, uma canção escrita quando Bowie viveu na então Berlim Leste e que levou a Alemanha agradecer-lhe ter feito cair o Muro.

Mais a leste, nas ruas de Moscovo, um fã fala-nos de uma “personalidade absolutamente fantástica, capaz de se reinventar constantemente. Uma pessoa vinda de outra galáxia. Não deve ter sido por acaso que fez a canção ‘“Starman”:https://youtu.be/cXt-e4sjB_4’ – devia estar a pensar em si próprio.”

Também deve ter sido a pensar em si próprio e na doença que o consumia, que escreveu Lazarus, um clip-testamento do seu último álbum, Blackstar.