Última hora

Última hora

Crise petrolífera: BP anuncia corte global de 4000 postos de trabalho

A BP anunciou esta terça-feira o corte de pelo menos 4000 postos de trabalho em todo o mundo durante os próximos dois anos. A empresa procura assim

Em leitura:

Crise petrolífera: BP anuncia corte global de 4000 postos de trabalho

Tamanho do texto Aa Aa

A BP anunciou esta terça-feira o corte de pelo menos 4000 postos de trabalho em todo o mundo durante os próximos dois anos. A empresa procura assim reagir à crise no setor com a constante queda do preço do crude, iniciada em meados de 2014 e que já colocou o valor do barril a rondar os 30 dólares.

Perante o estado do setor e face a condicionantes colaterais como a instabilidade do maior consumidor de petróleo do mundo, a China, a empresa britânica decidiu reduzir os gastos na exploração e produção de petróleo face a uma eventual queda ainda mais acentuada do preço do barril.

“Podemos esperar uma descida do barril até aos 20 dólares. Existem previsões nesse sentido. Quando olhamos para a Arábia Saudita e para outros produtores do Médio Oriente, vemos que esta é uma área em que fazer dinheiro tende a tornar-se um pouco mais difícil face às reservas que eles têm armazenado, não apenas com o que se continua a extrair”, considerou James Hughes, analista de mercados para a GKFX.

Os despedimentos da BP fazem parte de uma reestruturação na empresa britânica avaliada em 3,5 mil milhões de dólares e vêm somar-se, no setor, ao recente corte também anunciado pela Royal Dutch Shell de 2800 postos de trabalho na sequência da fusão com o BG Group.

O preço do barril do petróleo ronda atualmente os 30 dólares e a situação está alarmar o setor. A OPEP deverá realizar em breve uma reunião extraordinária para debater a progressiva redução de receitas com a queda de quase 70 por cento em ano e meio do preço do petróleo.