Última hora

Última hora

Síria: Habitantes de Madaya morrem de fome

A situação na cidade síria de Madaya é um “desastre”, a denuncia édo porta-voz do Comité Internacional da Cruz Vermelha. Pelo menos 300 pessoas

Em leitura:

Síria: Habitantes de Madaya morrem de fome

Tamanho do texto Aa Aa

A situação na cidade síria de Madaya é um “desastre”, a denuncia édo porta-voz do Comité Internacional da Cruz Vermelha.

Pelo menos 300 pessoas foram retiradas esta terça-feira da cidade que vive cercada há semanas e cujos habitantes têm passado fome.

Há mais de 400 pessoas doentes que necessitam de receber tratamento urgente, tendo sido divulgadas na semana passa várias imagens de crianças em clara sub-nutrição.

“Vimos a nível médico vários casos de desnutrição, mas também muitas pessoas simplesmente muito doentes porque não podem receber tratamento médico nem qualquer tipo de cuidados de saúde . Elas tiveram de ficar em condições que não muito apropriadas para doentes.”

Madaya, situada a noroeste de Damasco e perto da fronteira com o Líbano, sofre o cerco do regime e do grupo xiita Hezbollah desde julho. Esta não deve ser uma exceção, já que existem outras áreas assediadas no país como Fua e Kefraya, Deir ez Zor e algumas partes de Aleppo.

Segundo dados da Médicos sem Fronteiras (MSF), pelo menos 28 pessoas morreram de fome nesta cidade desde 1º de dezembro.