Última hora

Última hora

Em leitura:

Bolívia: Cultura indígena viva com cores vivas


le mag

Bolívia: Cultura indígena viva com cores vivas

Murais em grande escala em El Alto, na Bolívia. Uma obra de um dos artistas mais célebres do país. Roberto Mamani Mamani e uma equipa de 40 pintores pretendem bater o Recorde do Guinness, com a dimensão dos murais que ocupam sete edifícios de 12 andares e cobrem mais de 2 mil metros quadrados. Pintados nas paredes de blocos de habitações sociais pretendem dar mais cor à vida das pessoas que ali vivem.

Mamani é auto-didata e começou a desenhar a carvão. Desenvolveu um estilo pessoal distinto inspirado nas cores, experiências e símbolos da população indígena da Bolívia. Mamani luta para que os indígenas mantenham a sua cultura viva, com cores vivas.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Museu Grammy: "Sinatra: um ícone americano" em exibição

le mag

Museu Grammy: "Sinatra: um ícone americano" em exibição