Última hora

Última hora

Seul pede ajuda a Pequim para travar ambições nucleares de Pyongyang

Seul diz ter disparado, esta quarta-feira, contra o que identificou como um drone norte-coreano na zona de fronteira entre as duas Coreias A nave não

Em leitura:

Seul pede ajuda a Pequim para travar ambições nucleares de Pyongyang

Tamanho do texto Aa Aa

Seul diz ter disparado, esta quarta-feira, contra o que identificou como um drone norte-coreano na zona de fronteira entre as duas Coreias

A nave não tripulada ter-se-á aproximado do posto de observação militar da Coreia do Sul localizado a cerca de meia centena de quilómetros de Seul.

A chefe de Estado sul-coreana desafiou, entretanto, a comunidade internacional a responder com firmeza ao mais recente teste nuclear de Pyongyang e pediu ajuda a Pequim.

“Acredito que a China está consciente que se nada for feito não vai ser possível evitar um quinto ou um sexto teste nuclear, o que nos impede de garantir a paz e a estabilidade na península. Mas acredito que o governo chinês não vai permitir que a situação se deteriore mais” afirma Park Geun-Hye

Uma organização não-governamental norte-americana veio, entretanto, a público dizer que o vídeo norte-coreano do último míssil balístico, disparado a partir de um submarino é falso.

De acordo com o Centro James Martin de Estudos de Não Proliferação – que combate as armas de destruição em massa – as imagens divulgadas dois dias depois de ter Pyongyang ter anunciado mais um teste nuclear foram manipuladas.