This content is not available in your region

Burkina Faso: testemunhas relatam experiências

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Reuters, AFP
Burkina Faso: testemunhas relatam experiências

<p>No Burkina Faso, as autoridades já decretaram três dias de luto nacional a partir deste domingo em memória às vítimas do ataque terrorista que terminou este sábado.</p> <p>No hospital de Ouagadougou várias testemunhas que sobreviveram ao ataque relataram as suas experiências.</p> <p>“Eles começaram a disparar e as pessoas atiraram-se para o chão. Assim que levantavam a cabeça eles disparavam logo por isso havia que fingir que estávamos mortos. Eles até vinham tocar nos pés para ver se estávamos vivos. Se vissem pessoas vivas matavam-nas logo… Quando começaram a disparar a minha irmã foi atingida no joelho mas a bala atravessou a perna. Eu não fui atingida”, afirmou Mariette Kineou, uma testemunha que se encontrava no café Cappuccino, próximo ao hotel Splendide.</p> <p>“Eles entraram e nós já estávamos todos no chão. Foi então que começaram a disparar indiscriminadamente. <br /> Eu tive sorte porque só me atingiram no braço”, disse Roger Inetiema, outra testemunha que se encontrava no Café Cappuccino.</p> <p>De acordo com declarações do ministro burquino das Comunicações, o balanço provisório de vítimas situa-se nos 26 mortos. Contudo, o embaixador francês no país afirma que o total de vítimas atinge os 27 mortos.</p>