This content is not available in your region

Médico sueco rapta mulher e esconde vítima num bunker

Access to the comments Comentários
De  João Peseiro Monteiro  com Reuters
Médico sueco rapta mulher e esconde vítima num bunker

<p>Um médico sueco foi acusado de drogar, raptar e violar uma mulher que pretendia manter escondida durante anos. O julgamento está agendado para a próxima semana. O caso remonta a setembro de 2015. O réu de 38 anos drogou a mulher e levou-a de Estocolmo até aos arredores de Knislinge. Durante a viagem de mais de 500 quilómetros administrou-lhe drogas por via intravenosa a para manter inconsciente. Na casa de província o médico tinha preparado um bunker, durante cinco anos, para usufruir da refém por muito tempo. Mas dias depois do rapto o sequestrador deu conta que a polícia procurava a mulher, pelo que foi com ela a uma esquadra para que dissesse que estava tudo bem. Mas à primeira oportunidade a vítima denunciou o raptor.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt"><p lang="en" dir="ltr">Swedish doctor drugged woman and locked her in bunker <a href="https://t.co/ZQij77ksxn">https://t.co/ZQij77ksxn</a></p>— Guardian news (@guardiannews) <a href="https://twitter.com/guardiannews/status/689183785728880640">18 janeiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>