Polónia: Ecologistas protestam pela proteção de floresta rara europeia

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
Polónia: Ecologistas protestam pela proteção de floresta rara europeia

<p><p>A proteção da floresta Białowieża, na Polónia, foi o mote de uma marcha de centenas de ativistas, este domingo em Varsóvia. O protesto foi promovido pelo partido ecologista Zieloni e teve como alvo os alegados planos do novo governo polaco em aumentar o corte de árvores nesta rara floresta europeia.</p> <p>A Białowieża é uma das mais antigas e preservadas florestas da planície europeia. Desde 1979, é considerada Património da Humanidade pela <span class="caps">UNESCO</span>. </p></p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt" align="center"><p lang="pl" dir="ltr">“Naszej puszczy nie oddamy!” Relacja <span class="caps">PAP</span> z <a href="https://twitter.com/hashtag/MarszEnt%C3%B3w?src=hash">#MarszEntów</a> <a href="https://t.co/2EUgUF64yB">https://t.co/2EUgUF64yB</a> <a href="https://t.co/OKazPk6LYY">pic.twitter.com/OKazPk6LYY</a></p>— Partia Zieloni (@Zieloni) <a href="https://twitter.com/Zieloni/status/688804098288816128">17 janeiro 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <div align="center"><i>(“Não vamos desistir da nossa floresta”)</i></div></p> <p>De acordo com o Zieloni, a nomeação de Jan Szyszko como ministro do Ambiente representa uma ameaça para a floresta, na medida em que este professor é defensor do aumento do corte de árvores na região, defendendo que a Białowieża está a morrer face à falta de intervenção.</p> <p>O partido ecologista denuncia que os planos do governo polaco preveem passar dos 6347 m3 de produção anual de madeira para os 52.982 m3 e a percentagem de floresta atingida passaria de 21 por cento para 58 por cento. Esta alteração, defende o Zieloni, vai contra a lei do programa Nature 2000.</p> <p>O ministro do Ambiente respondeu às reivindicações dos ecologistas. Jan Szyszko disse não ter conhecimento “de que tenha sido alrgado o volume de rfecolha de madeira no terreno da floresta”, garantindo não ter assinado qualquer documento a autorizar o aumento do corte de árvores em Białowieża, floresta considerada património da humanidade pela <span class="caps">UNESCO</span>.</p> <p>A manifestação deste domingo foi promovida pelo Zieloni, o partido polaco ecologista.</p>