Última hora

Última hora

Uzbequistão: O Palácio Tosh Hovli

Em leitura:

Uzbequistão: O Palácio Tosh Hovli

Tamanho do texto Aa Aa

Nesta edição de “Postcards” continuamos a explorar a cidade de Khiva, no Uzbequistão. Entre as cinco dezenas de monumentos a visitar está o

Nesta edição de “Postcards” continuamos a explorar a cidade de Khiva, no Uzbequistão.

Entre as cinco dezenas de monumentos a visitar está o requintado palácio Tosh Hovli, construído com madeira, pedra, mármore e cerâmica.

Os principais dados

  • Situa-se na Ásia Central. Tem como vizinhos o Cazaquistão, o Turquemenistão, o Quirguistão e o Tajiquistão
  • A capital é Tashkent
  • Possui mais de 30 milhões de habitantes
  • A ex-república soviética tornou-se independente em 1991
  • A área total do território é de 425,400 km2. As planícies representam quatro quintos do país
  • A temperatura média no inverno é de -6 graus centígrados. No verão os termómetros sobem até aos 32°
  • Cerca de 80% da população é uzbeque e o Islão é a principal religião (88% da população)

Os visitantes podem perder-se num imenso labirinto de 150 quartos e pátios. Pode admirar também uma sala que era usada como harém.

O jornalista Seamus Kearney conta que “o palácio foi construído em 1830 por Allakulihan, o então dirigente de Khiva. Ele projetou pessoalmente o palácio, assim como outros 20 monumentos no interior da muralha”.

Makhmud Baltaev, guia turístico de Khiva, acrescenta: “Tosh Hovli é um dos palácios mais belos de Khiva. Atualmente restam cinco palácios no interior da fortaleza, mas este é o mais bem conservado”.

Vale a pena o esforço e o tempo gasto em longas caminhadas pelas ruas estreitas de Khiva e os inúmeros artistas ajudarão os turistas a viajar no tempo.