Última hora

Última hora

Treino militar em condições extremas termina em acidente mortal nos Alpes

Os cinco legionários que perderam a vida esta segunda-feira nos Alpes franceses estavam a participar num treino militar em condições extremas de alta

Em leitura:

Treino militar em condições extremas termina em acidente mortal nos Alpes

Tamanho do texto Aa Aa

Os cinco legionários que perderam a vida esta segunda-feira nos Alpes franceses estavam a participar num treino militar em condições extremas de alta montanha quando foram surpreendidos por uma avalancha. Outros 8 militares ficaram feridos, dos quais um em estado grave de hipotermia.

Oriundos do 2.° regimento estrangeiro de engenharia de Saint Christol, em Vaucluse, os militares tinham saído para o exercício “pelas 9 horas da manhã”, precisou o autarca de Modane, e estariam “prestes a voltar ao topo do desfiladeiro de Petit Argentier, no maciço de Cerces, próximo da estância de esqui de Valfréjus, quando foram surpreendidos pela avalancha por volta das 13h50.

Os legionários estavam a pouco mais de 2000 metros de altitude, num setor “não muito grande, mas muito íngreme”, numa zona sem segurança e popularmente denominada como “fora de pista.”

(Cino militares mortos por avalanche em Valfréjus, desfiladeiro de Petit Argentier.
Os legionários estavam “fora de pista”.)

O grupo integrava 50 elementos habilitados para exercícios em alta montanha. Todos tinham licenças de alpinismo e eram esquiadores experientes com ligação à Brigada Alpina. Pelo menos, 13 terão sido varridos pela avalancha, cujo risco estava fixado em 3 numa escala de 5. As vítimas ficaram soterradas em cerca de 3 a 4 metros de neve e foram localizados graças aos detetores de segurança com que estavam equipados.

As buscas envolveram três helicópteros e cães de resgate em montanha. Foram dadas como encerradas pelas 16h30. A procuradora de Albertville abriu uma investigação para determinar as causas deste acidente. Esta terça-feira, o ministro da defesa francês visita o local.

(O nosso país está de luto pela morte de 5 dos nossos legionários nos Alpes.
Os nossos pensamentos estão com os feridos, as famílias, os irmãos de armas.)