Última hora

Última hora

Rutte: Presidência holandesa da UE irá concentrar-se na "redução de fluxo de refugiados"

Gerir a crise de migratória que asfixia a Europa é prioritário para a presidência holandesa (semestral) da União Europeia. Em Estrasburgo, no

Em leitura:

Rutte: Presidência holandesa da UE irá concentrar-se na "redução de fluxo de refugiados"

Tamanho do texto Aa Aa

Gerir a crise de migratória que asfixia a Europa é prioritário para a presidência holandesa (semestral) da União Europeia.

Em Estrasburgo, no Parlamento Europeu, o primeiro-ministro do país elencou, esta quarta-feira, objetivos a contemplar à frente do Conselho da União Europeia até ao início de julho.

“Os números atuais não são sustentáveis. O tempo está a esgotar-se. Precisamos de uma redução drástica do fluxo de refugiados nas próximas seis a oito semanas”, sublinhou, de forma preocupada, o primeiro-ministro holandês Mark Rutte, que referiu, também, a importância de “apresentar uma alternativa aos refugiados a arriscar as próprias vidas.”

Já o líder da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, apelou à presidência holandesa da União Europeia para salvar Schengen: “O mercado interno começa a sofrer consequências por causa da reintrodução das fronteiras. Está claro que chegará o dia em que nos colocaremos a questão para saber se precisamos verdadeiramente de uma moeda única no caso de não termos mais um mercado único e a livre circulação de trabalhadores.”

Juncker pediu também ao Parlamento e ao Conselho Europeu para acelerarem o exame das medidas propostas pela Comissão. Entre essas medidas encontra-se a criação de um corpo europeu de guardas fronteiriços.