This content is not available in your region

Inglaterra: "Vermelho" para refugiados?

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira  com Reuters/AFP
Inglaterra: "Vermelho" para refugiados?

<p>Na cidade britânica de Middlesbroug , no norte do país, as portas das habitações sociais entregues aos refugiados são quase todas vermelhas.</p> <p>Das 168 casas construídas para abrigar refugiados, 155 têm portas vermelhas. </p> <p>O construtor afirma ser coincidência, mas os refugiados receiam que a cor distinta das portas os torne alvos de ataques.</p> <p>A imprensa inglesa relatou alguns casos de vandalismo e o governo anunciou que o caso vai ser investigado. O ministro da Imigração, James Brokenshire, prometeu tomar medidas caso se confirme que este é um caso de discriminação.</p> <p>O Ministério da Imigração encarregou o grupo de segurança privada G4S de assegurar o alojamento dos refugiados. A G4S subcontratou a empresa Jomast, cujo diretor, Stuart Monk, afirma que “não houve a intenção de discriminar” e que não recebeu queixas dos refugiados.</p> <p>A G4S tem um longo historial de contratos polémicos, entre os quais a gestão em Israel dos centros de detenção de Jalma e Maskoubieh, nos quais várias <span class="caps">ONG</span> denunciaram a prática de tortura contra palestinianos, incluindo crianças.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="fr"><p lang="en" dir="ltr"><a href="https://twitter.com/StopG4S"><code>StopG4S</a> Protest <a href="https://twitter.com/UKLabour"></code>UKLabour</a> conference <a href="https://twitter.com/hashtag/Brighton?src=hash">#Brighton</a> Sun 27th Sept <a href="http://t.co/5UcF1TTfET">http://t.co/5UcF1TTfET</a> Please RT <a href="http://t.co/ve4hpjW0X3">pic.twitter.com/ve4hpjW0X3</a></p>— Brighton <span class="caps">PSC</span> (@BrightonPSC) <a href="https://twitter.com/BrightonPSC/status/647163178355433472">24 Septembre 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>