Última hora

Última hora

Croácia e Eslovénia limitam entrada de refugiados

Em leitura:

Croácia e Eslovénia limitam entrada de refugiados

Croácia e Eslovénia limitam entrada de refugiados
Tamanho do texto Aa Aa

A Croácia e Eslovénia vão seguir o exemplo da Áustria e da Macedónia: vão aplicar as mesmas restrições à entrada de refugiados. O número de pessoas a passar a fronteira vai ser limitado e só poderá passar quem já tiver passado por outros controlos e indicar o país de destino.

Recorde-se que, na quarta-feira, a Áustria anunciou que vai limitar a 37.500 o número máximo de migrantes autorizados a requisitar asilo no país em 2016. Menos de 40 por cento dos 90.000 pedidos efetuados no ano passado. As autoridades austríacas vão também reforçar os controlos na fronteira com a Eslovénia, por onde chegam diariamente milhares de refugiados.

O ministro austríaco dos Negócios Estrangeiros, Sebastian Kurz, explicou em Davos, na Suíça que “este é, definitivamente, um alerta a Bruxelas. Fomos forçados a tormar medidas nacionais porque ainda não há uma solução europeia. De qualquer forma, não estou pessimista. Mas acredito que agora é necessário que países, entre eles a Áustria, tomem medidas a nível nacional para não ficarem sobrelotados”.

Com as novas medidas, a Áustria pretende gerar um “efeito dominó” que leve os restantes países da chamada “rota dos Balcãs” a aumentar o controlo.

Esta quinta-feira, a Antiga República Jugoslava da Macedónia (FYROM) abriu novamente a fronteira aos dois milhares de migrantes e refugiados que se concentravam no posto grego de Idomeni. A passagem tinha sido encerrada pelas autoridades de Skopje na terça-feira.