This content is not available in your region

EUA: Polícia condenado a 263 anos de prisão por violações

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
EUA: Polícia condenado a 263 anos de prisão por violações

<p>Um juiz dos Estados Unidos condenou a 263 anos de prisão um ex-polícia de Oklahoma por abusar sexualmente de várias mulheres e violar quatro delas. A sentença contra Daniel Holtzclaw foi proferida na quinta-feira. </p> <p>O agente da polícia foi considerado responsável por 36 casos de abuso sexual e violação de 13 mulheres entre 2013 e 2014.</p> <p>Holtzclaw abusou de mulheres negras com registo criminal por consumo de drogas e prostituição, contando que ninguém daria crédito a eventuais queixas. A mais nova tinha 17 anos. Disse aos procuradores que não apresentou queixa pois sabia que sua palavra não teria peso contra um agente da polícia.</p> <p>Foi a queixa apresentada por uma das vítimas, uma mulher de 57 anos, que levou à identificação do violador. </p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="fr"><p lang="en" dir="ltr">Ms. Liggons, first victim to go to police, speaking to press after <a href="https://twitter.com/hashtag/Holtzclaw?src=hash">#Holtzclaw</a> sentenced to 263 yrs for rape. <a href="https://t.co/sTCYsY3y20">pic.twitter.com/sTCYsY3y20</a></p>— Graham Lee Brewer (@grahambrewer) <a href="https://twitter.com/grahambrewer/status/690269342651396097">21 Janvier 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>A decisão do juiz ocorre depois de o governo dos Estados Unidos ter decidido investigar o uso de violência física e comportamentos racistas nas fileiras da polícia americana.</p> <p>O ex-polícia negou todas as acusações apresentadas pelas vítimas.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="fr"><p lang="en" dir="ltr">This is the stare down I was talking about earlier, <a href="https://twitter.com/hashtag/holtzclaw?src=hash">#holtzclaw</a> glaring at victims as they read the impact statements <a href="https://t.co/QCUnPLGphJ">pic.twitter.com/QCUnPLGphJ</a></p>— Patricia Santos (@KOCOPATTY) <a href="https://twitter.com/KOCOPATTY/status/690318065402191872">21 Janvier 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>“Para mim, este homem não é apenas um violador. É um racista, pois as vítimas dos seus abusos era todas mulheres de raça negra”, comentou o presidente da filial de Oklahoma da Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (<span class="caps">NAACP</span>), Anthony Douglas.</p>