This content is not available in your region

Turquia: Biden compara PKK a grupo Estado Islâmico

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Turquia: Biden compara PKK a grupo Estado Islâmico

<p>A Casa Branca retificou as declarações do vice-presidente norte-americano na Turquia, depois de Joe Biden ter admitido este sábado a possibilidade de uma solução militar para o conflito sírio.</p> <p>Washington rejeitou qualquer mudança na sua estratégia, quando as conversações de paz sobre a Síria deverão ser retomadas na próxima semana em Genebra, afirmando que Biden se referia à atual operação contra o grupo Estado Islâmico. </p> <p>Durante a reunião com o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, Biden apoiou ainda a luta de Ancara contra o grupo separatista <span class="caps">PKK</span>, que comparou, em termos de ameaça, ao grupo Estado Islâmico.</p> <p>“Sabemos que seria preferível obter uma solução política, mas estamos preparados, estamos preparados, se tal não for possível para optar por uma solução militar nesta operação para derrubar o ‘Daesh’. Este grupo não é o único a representar uma ameaça existencial para o povo turco, o <span class="caps">PKK</span> representa igualmente uma ameaça e temos consciência disso.”</p> <p>Uma sintonia que não oculta as divisões entre Washington e Ancara sobre o grupo de rebeldes curdos da Síria, <span class="caps">YPG</span>, que combate ao lado da coligação militar internacional contra os islamitas.</p> <p>Os Estados Unidos querem que o grupo se sente à mesa das negociações em Genebra, uma opção rejeitada pelo governo turco, que aponta as ligações dos combatentes ao <span class="caps">PKK</span>. </p> <p>As discussões que deveriam começar na segunda-feira, foram entrentanto adiadas, face à falta de acordo entre Washington e Moscovo sobre os grupos que deverão sentar-se à mesma mesa em Genebra.</p>