Última hora

Última hora

Brasil mobiliza exército contra o Zika

Os receios de que o vírus Zika possa provocar o nascimento de bebés com microcefalia crescem de dia para dia, à medida que são registados mais casos

Em leitura:

Brasil mobiliza exército contra o Zika

Tamanho do texto Aa Aa

Os receios de que o vírus Zika possa provocar o nascimento de bebés com microcefalia crescem de dia para dia, à medida que são registados mais casos do vírus em 22 países americanos.

No Brasil, um das nações mais expostas, as autoridades vão mobilizar as forçar armadas para lutar contra o mosquito, considerado o principal meio de propagação.

No país está a ser investigada a eventual ligação do vírus com 4 mil novos casos de microcefalia em recém-nascidos.

”A associação entre microcefalia e o Zika é ainda circunstancial. Os testes revelam a presença do vírus em apenas oito casos. Claro que a explosão de casos de Zika, em particular no nordeste brasileiro, e a aparição do vírus noutras zonas é inquietante. Agora temos que estabelecer uma ligação”, explica Christian Lindmeier, porta-voz da Organização Mundial de Saúde.

O receio prende-se com um pequeno mosquito, o Aedes Aegypti, vetor de contaminação, mas as suspeitas crescem sobre a possibilidade de contágio por via sexual.

Mas para já, o mosquito é o principal inimigo a abater. As autoridades brasileiras vão mobilizar 220 mil militares para fazer ações de combate ao inseto e também de sensibilização.

Os receios imediatos prendem-se com os grandes eventos que se aproximam: o carnaval e os jogos olímpicos.