Última hora

Última hora

OGM: Investigação alerta para impacto negativo sobre saúde de animais

Uma nova investigação sobre o impacto, a longo prazo, da ingestão de organismos geneticamente modificados (OGM) por animais, alerta, de forma

Em leitura:

OGM: Investigação alerta para impacto negativo sobre saúde de animais

Tamanho do texto Aa Aa

Uma nova investigação sobre o impacto, a longo prazo, da ingestão de organismos geneticamente modificados (OGM) por animais, alerta, de forma preocupante, para a relação com um aumento do número de doenças desenvolvidas.

Gilles-Eric Séralini, coordenador do estudo, analisou 70 vacas ao longo de cinco anos, alimentadas, a determinada altura, com 40% de milho transgénico.

“As toxinas inseticidas são produzidas por um pouco mais de 15% de milho transgénico no mundo, que chamamos milho BT, como o milho autorizado para cultura em Espanha. Pode ser tóxico a longo prazo e criar problemas nos rins ou glândulas mamárias. Isto só pode ser observado se soubermos exatamente o que estamos a fazer, em que animais e a longo prazo”, sublinhou Gilles-Eric Séralini, professor na Universidade de Caen.

A Europabio, Associação Europeia para as Bio-indústrias, considera que as conclusões desta investigação não têm valor científico. A organização assegura que não existe correlação entre as doenças dos animais e a comercialização de produtos que contêm organismos geneticamente modificados, como algumas rações.