Última hora

Última hora

Costa do Marfim: TPI diz ter "grande número de provas" contra Gbagbo

A procuradora do Tribunal Penal Internacional diz ter obtido “um grande número de provas” que demonstram a culpabilidade do ex-presidente da Costa do

Em leitura:

Costa do Marfim: TPI diz ter "grande número de provas" contra Gbagbo

Tamanho do texto Aa Aa

A procuradora do Tribunal Penal Internacional diz ter obtido “um grande número de provas” que demonstram a culpabilidade do ex-presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, na violência pós-eleitoral em que mergulhou o país em 2010 e 2011 e que fez 3000 mortos.

O antigo chefe de Estado declarou-se esta quinta-feira “inocente” das quatro acusações de crimes contra a humanidade de que é alvo.

Gbagbo é julgado juntamente com o antigo líder de uma milícia, Charles Blé Goudé. Ambos são acusados de organizar um “plano comum” para assumir as rédeas da Costa do Marfim, que conduziu a assassinatos “generalizados”, violações, perseguições e outros “atos desumanos”, segundo a procuradora do TPI.

Apesar da severidade das acusações, o ex-presidente continua a contar com apoiantes, como demonstrou a manifestação contra o julgamento, que reuniu centenas de marfinenses no exterior do tribunal, em Haia.