This content is not available in your region

Eleições nos EUA: compreender as primárias e os "caucus"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Eleições nos EUA: compreender as primárias e os "caucus"

<p>Nos Estados Unidos há dois grandes partidos – o Partido Democrata e o Partido Republicano – que vão nomear os respetivos candidatos para as presidenciais de novembro, depois de uma série de votos populares, chamados primárias ou “caucus”.</p> <p>Quando surgir um vencedor de cada partido, esse candidato é nomeado oficialmente na respetiva convenção nacional, no Verão, alguns meses antes das eleições presidenciais (o chamado “Election Day”).</p> <p>A série de primárias e “caucus” começa nos Estados do Iowa (Midwestern) e do New Hampshire (Nova Inglaterra), no início de fevereiro.</p> <p>O calendário das primárias e dos “caucus” de 2016 pode ser consultado <a href="http://www.uspresidentialelectionnews.com/2016-presidential-primary-schedule-calendar/">aqui</a> (em inglês).</p> <h3>Qual é a diferença entre uma primária e um “caucus”?</h3> <p>A maioria dos Estado realiza primárias e apenas uns quantos organizam “caucus” (assembleias populares). A principal diferença entre ambos é “quem dirige as operações”, como <a href="https://www.washingtonpost.com/blogs/monkey-cage/wp/2015/05/12/everything-you-need-to-know-about-how-the-presidential-primary-works/">descreve o jornal Washington Post</a> (artigo em inglês).</p> <div style="width:280px; float:left; margin:20px;"> <div style="border-top: #333 3px double; border-bottom: #333 3px double; font-size:12px; padding-top:16px;"> <h3>Candidatos Democratas</h3> <ul> <li><b>Hillary Clinton:</b> ex-secretária de Estado, ex-senadora de Nova Iorque, ex-Primeira-Dama</li> <li><b>Bernie Sanders:</b> Senador de Vermont</li> <li><b>Martin O’Malley:</b> Governador de Maryland, ex-presidente da Câmara de Baltimore (suspendeu campanha a 1 de fevereiro)</li> </ul> </div> </div> <p><strong>As primárias</strong></p> <p>As primárias são organizadas e financiadas pelos governos estatais e decorrem tal como qualquer outra eleição nacional: os eleitores vão simplesmente às urnas escolher o candidato favorito.</p> <p>Algumas primárias são “abertas”: isso significa que qualquer eleitor pode votar em qualquer uma das primárias organizadas pelos diferentes partidos. No entanto, um eleitor só pode participar numa das primárias (Democrata ou Republicana) e não nas duas em simultâneo.</p> <p>Outras são “fechadas”: apenas membros do partido, devidamente identificados, podem votar na primária desse mesmo partido.</p> <p>E ainda há outras que são parcialmente fechadas, nas quais tanto membros do partido, como eleitores não ligados a nenhum dos partidos podem votar.</p> <div style="width:280px; float:right; margin:20px;"> <div style="border-top: #333 3px double; border-bottom: #333 3px double; font-size:12px; padding-top:16px;"> <h3>Candidatos Republicanos</h3> <ul> <li><b>Jeb Bush:</b> ex-governador da Flórida</li> <li><b>Ben Carson:</b> antigo neurocirurgião</li> <li><b>Donald Trump:</b> homem de negócios</li> <li><b>Ted Cruz:</b> Senador do Texas</li> <li><b>Rick Santorum:</b> ex-senador da Pensilvânia</li> <li><b>Chris Christie:</b> Governador da Nova Jérsia</li> <li><b>Mike Huckabee:</b> ex-governador do Arkansas (suspendeu campanha a 1 de fevereiro)</li> <li><b>Carly Fiorina:</b> ex-executiva do sector das tecnologias</li> <li><b>John Kasich:</b> Governador do Ohio</li> <li><b>Rand Paul:</b> Senador do Kentucky (suspendeu campanha a 3 de fevereiro)</li> <li><b>Marco Rubio:</b> Senador da Flórida</li> <li><b>Jim Gilmore:</b> ex-governador da Virgínia</li> </ul> </div> </div> <p><strong>Os “caucus”</strong></p> <p>Contrariamente às primárias, os “caucus” são organizados e financiados não pelos governos estatais, mas pelos próprios partidos. <br /> O termo “caucus” significa uma reunião de pessoas, geralmente simpatizantes ou membros de movimentos políticos. <br /> Nos Estados Unidos, o sistema do “caucus” é, na realidade, uma série de reuniões. Assuntos estatais do partido, como a seleção de líderes locais, são debatidos nessas reuniões, tal como a escolha do nomeado presidencial.<br /> Para as presidenciais norte-americanas, as progressivas assembleias populares de militantes políticos permitem designar gradualmente os delegados (ou grandes eleitores) que vão nomear o candidato à investidura do partido.</p> <p>Os partidos têm um maior controlo sobre o desenrolar de um “caucus” do que sobre uma primária, mas devem desembolsar os custos da organização.</p> <h3>Quanto tempo duram as primárias?</h3> <p>As primárias e os “caucus” prolongam-se do início de fevereiro até ao mês de junho. Mas os nomeados de cada partido serão provavelmente conhecidos antes de chegarem ao fim. As primeiras consultas poderão reduzir o leque de aspirantes suficientemente para permitir a um candidato reclamar o apoio de um número suficiente de delegados para garantir a nomeação, ainda antes da última primária, em junho.</p> <p>Este cenário é provável, mesmo num ano onde tudo parece em aberto, como aparenta ser 2016. No passado, o processo de nomeação dos candidatos presidenciais produziu tendencialmente dois principais candidatos: um “favorito” e uma alternativa ao “favorito”. Estes nomes vão provavelmente destacar-se com as primeiras consultas. Os aspirantes que não vencem nas primeiras primárias terão dificuldades para atrair o apoio tanto dos eleitores, como de doadores, e irão provavelmente abandonar a corrida quando começarem a sentir que não têm uma hipótese realista de vencer.</p> <p>Nos dois últimos ciclos – em 2008 e 2012 – os líderes da corrida republicana a meio do processo das primárias acabaram, em ambos os casos, por garantir a nomeação.</p>