Última hora

Última hora

Espanha: Tribunal decide que Infanta Cristina vai mesmo ser julgada por corrupção

A defesa argumentou que nem o ministério público nem a administração fiscal pediram o julgamento da irmã do rei e que o caso foi levado a tribunal apenas por uma associação

Em leitura:

Espanha: Tribunal decide que Infanta Cristina vai mesmo ser julgada por corrupção

Tamanho do texto Aa Aa

A Infanta Cristina, irmã do rei de Espanha, vai mesmo ser julgada por corrupção e participação em delitos fiscais alegadamente cometidos pelo marido.

O tribunal de Palma de Maiorca recusou os argumentos da defesa, que pedia que a infanta não fosse julgada. A defesa argumentou que nem o ministério público nem a administração fiscal pediram o julgamento da irmã do rei. O caso foi levado a tribunal pela associação “Manos limpias”.

A infanta deverá, assim, ser julgada no chamado caso Noos, no qual o marido, o antigo andebolista Iñaki Urdangarin e 16 outras pessoas deverão responder por alegada sobrefaturação de eventos desportivos, fraude fiscal e várias outras acusações.

A infanta sempre alegou desconhecer as práticas do marido.
As audiências deverão retomar a 9 de fevereiro, a infanta incorre numa pena de até oito anos de prisão.

O rei Felipe VI, que já retirou o título de duquesa, à irmã, pede-lhe agora que renuncie aos seus direitos de sucessão, o que a infanta Cristina não tenciona, aparentemente, fazer.