Última hora

Última hora

Russia: Sem-abrigo refugiam-se nos esgotos em busca de calor

Várias instituições de caridade tentam ajudar os mais desfavorecidos e gerem abrigos de noite para quem não tem casa. Mas quem dorme ao relento corre graves riscos

Em leitura:

Russia: Sem-abrigo refugiam-se nos esgotos em busca de calor

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de temperaturas a rondar os 20 graus negativos, a Rússia enfrenta agora fortes chuvas.

Point of view

Muitas pessoas acabam por morrer de frio enquanto dormem. Conheci muitas que morreram - Eva, uma jovem sem-abrigo

Várias instituições de caridade tentam ajudar os mais desfavorecidos e gerem abrigos de noite para quem não tem casa – pessoas que, durante o dia, procuram locais aquecidos, como as estações de comboio, por exemplo.

Mas quem dorme ao relento corre graves riscos, explica Eva, ela própria sem-abrigo: “Muitas pessoas acabam por morrer de frio enquanto dormem. Conheci muitas que morreram. Eu tenho frio e fome – como sempre!”

Para escapar ao frio, muitos vagabundos optam por descer aos esgotos das grandes cidade e procurar as condutas de calor.

Embora não haja números concretos, o Ministério russo da Saúde estima que, ao todo, entre 1,2 e 4 milhões de pessoas não tenha onde morar, na Rússia. Em Moscovo são cerca de 75.000; em São Petersburgo, umas 50.000 pessoas.