Última hora

Última hora

Taiwan: Arranque da 1.ª legislatura com maioria absoluta dos independentistas

As eleições de 16 de janeiro deram a maioria absoluta aos independentistas do Partido Democrata Progressista (PDP), colocando um ponto final em mais de 60 anos de controlo legislativo por parte do KMT

Em leitura:

Taiwan: Arranque da 1.ª legislatura com maioria absoluta dos independentistas

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez desde 1949, o Parlamento de Taiwan não é controlado pelos nacionalistas do Partido Kuomintang (KMT). As eleições de 16 de janeiro deram a maioria absoluta aos independentistas do Partido Democrata Progressista (PDP), colocando um ponto final em mais de 60 anos de controlo legislativo por parte do KMT, um partido mais alinhado com Pequim.

Esta segunda-feira, tomaram posse o novo primeiro-ministro, Simon Chang (Chang San-cheng), e o presidente do Parlamento, Su Jia-Chyuan.

Na investidura, o novo líder do hemiciclo reiterou as promessas eleitorais de mais transparência, prometendo “dar o melhor para informar (os cidadãos) sobre o avanço de todas as reformas e propostas de lei, deixando para trás as divergências entre os partidos” e garantiu que o PDP vai “devolver o Parlamento ao povo”.

Paralelamente às legislativas de janeiro, que deram ao PDP uma maioria de 68 deputados nos 113 lugares do Parlamento, o partido independentista conquistou também a chefia do Estado. Tsai Ing-wen toma posse como a primeira mulher Presidente de Taiwan no próximo dia 20 de maio.