Última hora

Última hora

Londres acolhe conferência de doadores para a Síria

Os organizadores da conferência de doadores pretendem angariar cerca de oito mil milhões de euros a fim de ajudar o Líbano, a Jordânia e a Turquia

Em leitura:

Londres acolhe conferência de doadores para a Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Os organizadores da conferência de doadores pretendem angariar cerca de oito mil milhões de euros a fim de ajudar o Líbano, a Jordânia e a Turquia que receberam afluxos de refugiados sírios muito superiores à Europa.

Point of view

"Com fundos adicionais podemos enfrentar desafios causados pelo afluxo como por exemplo proporcionar educação aos jovens" Johannes Hahn, comissário europeu

Antes do encontro, o comissário europeu Johannes Hahn visitou uma escola no Líbano para se inteirar da situação no terreno.

“A conferência de Londres deve ajudar a angariar fundos para ajudar países como o Líbano que foram afetados pela crise dos refugiados sírios. Com fundos adicionais podemos enfrentar desafios causados pelo afluxo como por exemplo proporcionar educação aos jovens”, afirmou no final da visita.

A Jordânia é um dos países mais afetados. Educação para os jovens e emprego para os refugiados sírios são duas das prioridades.

“Há oito meses que estou desempregado. Espero que a Jordânia receba apoio suficiente da conferência de Londres. Espero que esta iniciativa apoie a criação de investimentos com vista à criação de empregos para os refugiados sírios porque as condições de vida na Jordânia são difíceis e recebemos pouca ajuda do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados” adiantou Abu Yasser, refugiado sírio em Dâmasco.

Em Londres, a organização de apoio humanitário Save The Children assinalou a ocasião recreando esta quarta-feira às portas do Parlamento britânico uma sala de aula síria destruída pelas bombas.

A conferência é patrocinada pelo Reino Unido, Alemanha, Noruega, Koweit e Nações Unidas.