This content is not available in your region

Novo foguetão norte-coreano aumenta tensão na zona

Access to the comments Comentários
De  Dulce Dias  com Reuters, AP
Novo foguetão norte-coreano aumenta tensão na zona

<p>A Coreia do Norte realizou, com sucesso, o lançamento de um foguetão de longo alcance. Segundo as autoridades, o lançamento destinou-se a colocar um satélite em órbita.</p> <p>Segundo o canal oficial norte-coreano <span class="caps">KCTV</span>, a agência espacial do país afirma-se preparada para efetuar novos lançamentos. A pivô explicou ainda que o lançamento do foguetão foi ordenado pelo próprio líder norte-coreano, Kim Jong Un.</p> <p>O gesto aumenta a tensão na região, depois de o aparelho ter sobrevoado o Japão e a Coreia do Sul, que prometeram já responder ao que consideram ser um novo teste de um míssil.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-partner="tweetdeck"><p lang="en" dir="ltr">Two objects detected in orbit after launch of North Korean rocket: U.S. Strategic Command <a href="https://t.co/WO8kz4Y70i">https://t.co/WO8kz4Y70i</a> <a href="https://t.co/Pp0puvKSTp">pic.twitter.com/Pp0puvKSTp</a></p>— <span class="caps">CNN</span> International (@cnni) <a href="https://twitter.com/cnni/status/696234247489650688">February 7, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>“A Coreia do Norte ignorou um aviso da comunidade internacional e avançou para uma provocação inaceitável, ao lançar um míssil de longo alcance após ter levado a cabo o quarto teste nuclear”, referiu a presidente sul-coreana, Park Guen-Hye.</p> <p>O mesmo discurso é escutado em Tóquio. O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, considera “inaceitável o lançamento deste míssil. “Lançar um míssil após um teste nuclear é uma violação clara da resolução da <span class="caps">ONU</span>. Vamos responder firmemente, em estreita coordenação com a comunidade internacional e faremos tudo o que esteja ao nosso alcance para garantir a segurança dos nossos cidadãos.”</p> <p>O Conselho de Segurança da <span class="caps">ONU</span> marcou uma reunião de emergência para este domingo em Nova Iorque, depois de Washington também ter garantido que vai responder ao que considera ser, “uma nova violação das sanções internacionais”.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-partner="tweetdeck"><p lang="en" dir="ltr">North Korea has launched a long range rocket powerful enough to hit Sydney. UN asked to call emergency session. <a href="https://t.co/wBwFpBBN6L">https://t.co/wBwFpBBN6L</a></p>— 7 News Sydney (@7NewsSydney) <a href="https://twitter.com/7NewsSydney/status/696233390777872384">February 7, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O lançamento ocorre um mês depois de Pyongyang ter anunciado a realização de um teste com uma bomba termonuclear. </p> <p>Desde então Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão têm vindo a reforçar a cooperação militar na região. Seul já anunciou a abertura de negociações com os Estados Unidos para a instalação do <span class="caps">THAAD</span> (Terminal High Altitude Area Defense), um sistema de defesa de alta altitude, capaz de intercetar mísseis em voo – mas que a China desaprova.</p>