Última hora

Última hora

Liga portuguesa, J21: Sporting escorrega em casa e deixa-se alcançar pelo Benfica

Em leitura:

Liga portuguesa, J21: Sporting escorrega em casa e deixa-se alcançar pelo Benfica

Tamanho do texto Aa Aa

Sporting incapaz de encontrar o caminho do golo frente ao Rio Ave e tem agora a companhia do Benfica na liderança da Liga Portuguesa. Os dois rivais têm 52 pontos, seis de vantagem sobre o Porto que foi surpreendido em casa pelo Arouca. A equipa de José Peseiro joga o tudo ou nada na próxima sexta-feira no Estádio da Luz.

11 de maio de 2014. Leonardo Jardim era o treinador do Sporting, Capel, Carrillo e Montero os três homens mais avançados. Shikabala foi a última escolha para tentar chegar ao golo mas sem sucesso, o Sporting perdeu por 1-0 frente ao Estoril. Foi a última vez que a equipa leonina ficou em branco em Alvalade para o campeonato… até esta segunda-feira.

A formação de Jorge Jesus não foi além de um nulo na receção ao Rio Ave num encontro em que voltaram a ficar bem evidentes as dificuldades para criar desequilíbrios no último terço do terreno, sobretudo frente a equipas que não têm problemas em ceder a iniciativa de jogo ao Sporting e recuar as últimas linhas.


Foi o que fez a equipa de Pedro Martins, o que não quer dizer que tenha estacionado o autocarro em frente à baliza de Cássio. Antes pelo contrário, Kuca, Kayembe e Yazalde foram dores de cabeça constantes para Coates e companhia e por várias vezes foi mesmo Rui Patrício a salvar.

O guarda-redes foi mesmo dos poucos destaques positivos no Sporting, William, Adrien e João Mário estiveram distantes do seu melhor, Ruiz e Slimani falharam dois golos cantados.

O nulo acaba por ser justo para aquilo que se passou dentro das quatro linhas e quem se ficou a rir foi o Benfica, onde encontrar o caminho do golo não parece ser problema. Os encarnados levam já 59 golos em 21 jornadas e são de longe o melhor ataque (mais 16 golos que o Sporting, ou 0,76 golos por jogo).

No encontro que abriu a jornada, a equipa de Rui Vitória presenteou o Belenenses com uma mão cheia de golos, Mitroglou, com um hat-trick, foi a estrela da companhia, Jonas bisou e está cada vez mais só no comando da lista de melhores marcadores.

O teste de fogo está marcado para a próxima sexta-feira, com a receção ao Porto. É verdade que a equipa azul-e-branca foi derrotada pelo Arouca mas isso não são necessariamente boas notícias para o Benfica. Afinal de contas, é preciso recuar a 2008 para encontrar a última vez que o Porto sofreu duas derrotas consecutivas no campeonato.

Walter González foi o homem que deixou o Estádio do Dragão em estado de choque, aproveitando dois erros infantis da equipa de José Peseiro para bater por duas vezes Iker Casillas.

O Sporting de Braga precisou de se aplicar a fundo para levar de vencida o Estoril. Rui Fonte e Hassan, com dois golos na reta final do encontro, garantiram os três pontos para os arsenalistas, que seguem tranquilos na quarta posição.

A formação de Paulo Fonseca viu ainda os principais rivais na luta pela Europa tropeçarem. O Vitória de Guimarães somou o sexto encontro consecutivo sem perder, é certo, mas não foi além de um empate a uma bola em Tondela, um resultado que não deixou ninguém satisfeito. A equipa de Petit é cada vez mais última, tem 10 pontos e está a outros tantos da linha de água.

Já o Paços de Ferreira foi derrotado em casa pelo Boavista, onde o trabalho de Erwin Sánchez começa finalmente a dar frutos. A equipa axadrezada soma 10 pontos nos últimos quatro jogos e saiu da zona perigosa por troca com a Académica, que não foi além de um empate a dois frente ao Nacional.

O 12º JOGADOR!

Posted by Boavista Futebol Clube on Sunday, 7 February 2016

O Moreirense mostrou estar totalmente recuperado da dupla-goleada sofrida às mãos do Benfica e foi à Madeira derrotar o União com um tento do inevitável Rafael Martins. Em Setúbal, Vitória e Marítimo dividiram os pontos, a equipa sadina segue tranquila a meio da tabela, os madeirenses estão cada vez mais próximos da linha de água.


Melhores marcadores

23 golos: Jonas (Brasil, Benfica);
16 golos: Slimani (Argélia, Sporting) ;
13 golos: Bruno Moreira (P. Ferreira);
12 golos: Mitroglou (Grécia, Benfica) ;
10 golos: Rafael Martins (Brasil, Moreirense), Aboubakar (Camarões, FC Porto) e Bonatini (Brasil, Estoril);




Jornada 21:


Belenenses – Benfica, 0-5
V. Setúbal — Marítimo, 1-1
Tondela – V. Guimarães, 1-1
P. Ferreira – Boavista, 0-1
U. Madeira – Moreirense, 0-1
Académica – Nacional, 2-2
FC Porto – Arouca, 1-2
Sporting – Rio Ave, 0-0
Sp. Braga – Estoril, 2-0



Jornada 22:


Benfica – FC Porto (12/02, 20h30)
Moreirense — Belenenses (13/02, 16h15)
Nacional – Sporting (18h30)
V. Guimarães – V. Setúbal (20h45)
Arouca – U. Madeira (14/02, 16h00)
Estoril – Tondela (16h00)
Boavista – Académica (17h00)
Marítimo – Sp. Braga (19h15)
Rio Ave – P. Ferreira (15/02, 20h00)